Skip to Content

Vulvovaginite na adolescência

Recomendado 0 vezes

Partilhar

:

Vulvovaginite na adolescência

Geralmente, fala-se de vulvovaginite quando existe uma infeção ou inflamação na vagina e/ou na vulva. Esta afeção é uma das causas mais frequentes de consulta ginecológica nas adolescentes.


A vagina é um órgão que tem um ecossistema próprio, no qual, de forma natural, se encontra glicogénio (que é libertado pelas células vaginais) e o lactobacilo acidófilo (também denominado bacilo de Döderlein), que transforma a glicose proveniente do glicogénio em ácido lático.

A presença de ácido lático faz com que o meio vaginal se acidifique, produzindo, em condições normais, um efeito de barreira, que dificulta a progressão dos microorganismos patogénicos na vagina. No entanto, existem fatores e situações que favorecem a diminuição da acidez vaginal, pelo que se perde a proteção face às infeções.

Por exemplo, durante o período ou após uma relação sexual, o pH (indicador utilizado para medir a acidez de uma solução) normal da vagina, que é 4, e, portanto, ácido, sobe para 7, pelo que se converte em neutro, perdendo a sua função de autodefesa, e, por conseguinte, nestas condições, a vagina está mais vulnerável às agressões de microorganismos patogénicos.

ARTIGOS RELACIONADOS

O corrimento vaginal

O corrimento vaginal

Infecciones genitales 140

Infecções vaginais

317x140 Higiene intima

Higiene íntima na adolescência

Consentimento de cookies